• Internacional

    Apesar de o Brasil estar liderando internacionalmente importantíssimos debates sobre a flexibilização dos direitos de propriedade intelectual, na esfera nacional pouco se escuta, se lê ou se debate sobre a questão.

    Assim, deve haver engajamento e participação da população brasileira nas discussões que ocorrem em âmbito internacional, tal como o Tratado sobre Acesso a Conhecimento (Treaty on A2K and Technology), que contém um capítulo específico sobre limitações e exceções a direitos de propriedade intelectual.

    O A2K conta com inúmeras parcerias internacionais, nos mais distintos países, participando de forma recorrente dos eventos e debates promovidos. Ainda assim, reforçamos a necessidade da criação de novas parcerias com todas as instituições que se mostrem interessadas.

    Da mesma forma, o A2K Brasil acompanha, participa e divulga as discussões ocorridas perante a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), através de sua cadeira permanente, buscando flexibilizar os direitos de propriedade intelectual de modo a buscar um equilíbrio entre o interesse privado e o interesse público.